novembro 14, 2018

Amando assim


Ama-me consciente, constante e surpreendentemente, como quem ama a própria vida. Deixa de lado a doída sofreguidão por eu não ser exatamente como esperava; há pessoas que nem da porta passou. Se ao entrar você sossegar o pensamento, deixa que eu cuido do seu coração, ainda sei como fazê-lo. Quando destravamos portas é por confiança, por acreditarmos na possibilidade de entendimento. Lamento quando você me acusa, é como se não tivesse culpas, mas ambos sabemos que também as tem. Eu como você já esperei perfeição, mas aceitei que não é possível tê-la.
Ainda podemos recuperar o tempo perdido, porque uma vez não mais iludidos, falaremos sem medo sobre o que se passou. Mesmo que não possamos explicar os absurdos sentimentos que provamos quando separados, lado a lado haveremos de confrontá-los e refazer o caminho, é possível.
Ama-me de alma presente e deixa que o tempo se encarregue de ajeitar o que foi desarrumado.


Para e pensa



Pedi que confiasse, mas eu desconfiei. Pedi que voltasse, mas eu nem sabia se estaria te esperando. Foram tempos loucos e não podíamos responder por nós mesmos, nos tornamos estranhos num ninho que já nos parecia seguro.
Cabe a nós a decisão do que fazer com a nova chance que recebemos, podemos inclusive ignorá-la, mas perderíamos a oportunidade.
Se o amor que existiu antes é mesmo como acreditávamos ser, entregue-se também de olhos fechados e confie, pois tudo haverá de ajeitar-se novamente.



O tempo é carrasco, mas não o juiz, ele apenas executa a pena, mas não determina a sentença. O fio que nos prende é praticamente invisível, mas sabemos que nos sustenta e até nos movimenta se permitirmos. Embora a primeira vista pareça-nos confortável que decida por nós, soltando os cordões saberemos andar com nossas próprias pernas, mesmo que cambaleando.




A parte que falta em mim, 
talvez esteja com você, 
se não quiser estiver usando, 
é favor devolvê-la.


Passamos a vida a procura de algo que nem sabemos o que é, ainda assim buscamos certezas de que estamos no caminho certo.
Somente os anos de experiência é que nos ajudam a entender que o que tanto procurávamos fora, estava em nós o tempo todo.


Os nossos erros fazem parte de quem somos e de tudo o que vivemos, e se construímos um caminho mais tranquilo depois, foi graças a eles. Não os neguem e nem os esqueçam, eles sempre serão importantes.



Quando fechamos ciclos aprendemos a nos despedirmos, fechamos portas antes entre abertas, que só permitiam que passassem meias verdades, e ainda assim, se comprimiam, forçando a entrada.
Tomamos coragem de seguir em frente, mesmo que tenham ficado para traz partes valiosas da gente, aprendemos a segurar o nosso presente com tanta firmeza e determinação, que percebemos sermos realmente livres para tomarmos novas e mais precisas decisões. Até pássaros feridos voltam a voar se forem bem cuidados.


novembro 11, 2018

Livros Gratuitos de Prosa, Poesia e Místicos - Campanha de Solidariedade

Os livros de prosa e poesia e até contos, bem como os místicos estão disponíveis gratuitamente, basta que peçam e eu envio a versão digital escolhida. Tenho os arquivos em PDF e breve trago os infantis. Poderão ver parte do conteúdo nos marcadores laterais do blog.  Inicialmente eu os vendia a um preço mínimo e doava o dinheiro para a caridade, mas como todo mundo anda sem dinheiro, resolvi deixar aberto e assim cada um doa o que pode, pois eu trabalho em campanhas ajudando moradores de rua. Podem acompanhar aqui http://diariode1bruxa.blogspot.com/
As doações podem ser em dinheiro, roupas ou alimentos. Moro na zona leste de SP; desta forma nos ajudamos mutuamente. Caso não tenha condição alguma, não tem problema, te envio o livro digital que pedir com muito carinho. 


























É com muito orgulho que venho trazer o nosso trabalho até vocês. Eu e mais dezoito amigas escrevemos pedacinhos das nossas histórias de vida para que pudéssemos, quem sabe, inspirar outros que porventura tenham perdido a coragem de lutar. Não somos exemplos, mas podemos contribuir com a nossa humilde, mas boa vontade, na esperança de que o mundo seja cada dia melhor.
O livro por enquanto está em seu formato digital, pois ainda não temos patrocinador, mas você pode receber o seu gratuitamente, é só pedir que eu envio com o maior carinho.
O projeto é também é solidário, as doações em dinheiro serão revertidas em alimentos e roupas para a caridade. Cada amiga fará a partilha da melhor forma possível. Obrigada desde já por seu interesse, seu compartilhamento também será de grande ajuda.
🌷As participantes são:
Silvia Mendes Hilario, Uilma Matos, Veronica Lucena Mendes, Vera Granatta, Vera Corradi, Vania Silva AniFeltros, Patrícia Vianna, Madalena Martins, Karim Brandao, Celina Akemi, Andrize Duarte, Lucinda Godoy, Patrícia Vespúcio, Rosangela Soares Garcia, Eliane Mallmann, Fernanda Voss, Senadá de Oliveira, Sandra Abreu Etiquetas e eu Catia Garcia (Catita Design)





Para falar comigo: 🌷

Procure-me no Facebook, por e-mail ou contate-me via WhatsApp.
Catia Garcia - @ateliecatitadesign
artescatiagarcia@gmail.com - 11SP 99741-0864
Postagem oficial no Blog 
http://prosaepoesiacatiagarcia.blogspot.com.br/

Esta é minha contribuição para um mundo melhor para todos.
Obrigada por visitar meu cantinho, volte sempre que quiser e se puder, conte aos amigos.



novembro 09, 2018

História como essa entendo bem...

" ... você poderia ter me levado a todas as festas, 
pois só o que eu queria era dançar..." 
( tocante interpretação, mas na real ele me levou! )


novembro 08, 2018


Durante as horas do seu descanso noturno, quando estiver esvaziando a mente, pergunte-se sobre a coragem que tem de mergulhar na profundidade dos seus sentimentos mais íntimos, aqueles que poucos ou ninguém conhece e então descubra se já aprendeu, sem ajuda, a respirar por longo tempo debaixo dessas águas. Tenham todos uma ótima noite, ou não!


Vício da dependência

Carência é assombrada e vive dentro de nós, até determinado momento, silenciosa. Por ela esperamos atenção exagerada,  mimos extras,  quem faça o que sozinhos não conseguimos.
Cuidado ao alimentá-la, pois uma vez virando foco, ganha força e se revela. Podemos inclusive compará-la com um vulcão, fica por anos adormecido, até que num dia faz toda terra de sua base tremer, entrando novamente em atividade.

Aquele que guarda dentro de si carências deixa de ser vulnerável e torna-se pegajoso e até exigente. Quando descobrimos que por conta dela somos mais notados, manipulamos as pessoas e elas é que se tornam as vítimas. Se cuidarmos bem dos nossos sentimentos, evitaremos o acúmulo e suas consequências. 
Nossa mente é uma prisão e mesmo que não sejamos voluntários, nos acorrentamos a uma coleção de saudades, sem permitir que o passado fique onde deveria ficar. A depressão só irá interferir em nossas vidas se evitarmos o confronto com as nossas inseguranças.
A beleza de ser quem somos é encontrada do lado de dentro, é lá que estão todas as respostas, mas se estivermos desconectados com esse nosso íntimo poderoso, passamos a viver em condições dependentes, o que todos sabemos não é o ideal.
Querer que todos nos compreendam e nos aceitem como somos todos queremos, resta saber se somos felizes nos comportando assim. 
Dependência é o penhasco, um passo em sua direção é o abismo; se quer pular pule, a escolha é sua, mas não leve ninguém consigo.
É assustador quando confundimos admiração e atenção com compromisso; ninguém deve se sentir obrigado a acompanhar essa linha de pensamento, pois o resultado seria um desinteresse imediato. Se for para gostar, que seja da gente mesmo, pois amor mais fiel que esse não há.



É essencial que sejamos compromissados com a vida e todo o seu maravilhoso significado. Tudo deve ser feito com boa vontade, disposição e alegria, quer sejam opções ou obrigações.




novembro 07, 2018

Filhos da Mãe



Mãe é o que temos de mais verdadeiro em toda a nossa vida.
Foi nela que geminou a nossa sementinha e sem o seu amor não poderia crescer. 
É através delas que encontramos o caminho e podemos ser nós mesmos, com nossas mães aprendemos as lições mais importantes. 
Embora houvesse muita coisa que não nos contava, aprendemos também com o seu silêncio.
Ao sentir a sua falta, voltamos a ficar pequeninos e desamparados, mas então fechamos os olhos e sentimos o seu abraço, percebendo que ela está orgulhosa por ver a pessoa que nos tornamos. São eternas, porém só no nosso coração, como devem ser todos os bons sentimentos.
Nossa mãe está no ar que respiramos, no sorriso que sai do canto de nossa boca mesmo nas mais complicadas situações. Mãe fica na gente pelo lado de dentro, faz parte de quem somos.